Klump

De Wiki Donkey Kong
Ir para navegaçãoIr para pesquisar
Klump

Klump.png

Sobre
Gênero

Masculino

Lado

Mal

Espécie

Kremling

Raça

Kritter

Terra Natal

Ilha dos Crocodilos

Aliados

Tripulação Kremling

Inimigos

Família Kong
Lanky Kong

Status

Vivo

Aparições

Donkey Kong Country
Donkey Kong Country 2
Donkey Kong Land 2
Donkey Kong 64
Donkey Kong Barrel Blast

“Servindo o senhor, Rei K. Rool, é a minha vida!”
Klump, Caroços de Klump

Klump é um dos Kremlings indivíduos mais poderosos da Tripulação Kremling que serve como o leal braço direito de K. Rool e o segundo no comando da organização.[1][2][3] Apesar de ser um superior militar, Klump é completamente atrapalhado, sempre tratado mal pelo seu líder e um comandante com muita lealdade.[4]

Aparência Física

Klump é um Kritter obeso roxo, barriga amarela e chevróns triplos amarelos tatuados nos ombros.

Sua veste comum é um forte capacete verde com chevróns triplos amarelos, cinto com bolsos verde e botas militares preta com cardaços brancos. Quando está de pirata, ele usa um chapéu de pirata preto com uma caveira humana e ossos cruzados, dois brincos dourados, tapa olho preto, cinto marrom escuro com fivela dourada e botas de pirata marrom. Em Donkey Kong 64, Klump está com a sua veste normal, mas o que ele usa diferente é uma camisa cavada amarela. Em Donkey Kong Barrel Blast, Klump é marrom, usa um balde de madeira na cabeça e usa uma calça verde.

História

Antes do primeiro jogo, Klump foi enviado pelo K. Rool como sargento para ir para a Ilha Kong, supervisionou a construção das Indústrias Kremkroc SA e a mineração com o objetivo de obter algum recurso e trazer para a Ilha dos Crocodilos.[5][6][7] Klump logo descobre que tem uma Reserva de Bananas que fica na Selva Kongo.[8]

No primeiro jogo, Klump ordena seu exercito para colocaram Diddy dentro de um barril e conseguiu roubar todas as bananas onde espera o Galeão Prancha pra partir. A única defesa de Klump é o capacete que é resistente ao pisoteamento de Diddy, mas ele se mostra fraco quando é derrotado pelo pisoteamento de DK e o pelo ataque estrela de Diddy.


No segundo jogo & Donkey Kong Land 2 com o nome de Kanhão, Klump patrulhava as áreas da Ilha dos Crocodilos para impedir que Diddy e Dixie de salvar o Donkey Kong que foi sequestrado por seu chefe.[9] Klump foi considerado o melhor usuário desta arma como canhoneiro em que atira barris & balas de canhão (pra frente e pra baixo). Infelizmente pra sua desvantagem como pirata, Klump não tem proteção na cabeça e pode ser vulnerável ao Diddy & Dixie.


Em Donkey Kong 64, Klump junto com Kasplat e Kritter diretor mecânico é chamado por K. Rool para uma missão de roubar as Bananas Douradas e sequestrar os 4 Kongs para ganhar tempo de arrumar o Disparomático.

No Donkey Kong Barrel Blast, Klump é o décimo segundo personagem jogável da seleção em que seu Impulso é de 2/5, Velocidade é de 4.5/5 e Agilidade é de 1/5. Sua contrapartida é o Lanky Kong. Se o jogador completar 16 desafios de Candy, ele vai ser desbloqueado.
Na série animada de 1997, Klump tem o mesmo papel igual dos jogos. Mas sua vida pessoal é revelada no episodio Festival de Luzes de Kongo Bongo. Quando Klump era criança, brincava com os fogos de artifícios que sem querem queimou os pântanos junto com seu lar e seu irmão mais velho Skurvy o defendeu levando a culpa pelo desastre que não cometeu.

Dubladores

  • Dublador Inglês: Adrian Truss.
  • Dublador Japonês: Keiichi Sonobe.
  • Dublador Português: Guilherme Lopes, Jorge Barcellos (em alguns episódios).

Galeria

Referencias

  1. M. Arakawa. Donkey Kong Country Guia de Estratégia, Nintendo, 1994, pág. 13 - "KLUMP: Klump é um personagem e tanto. Ele é como um sargento grande e obeso. Ele não é rápido - como poderia ser? Ele cambaleia como um pato bloqueando todos os macacos em seu caminho. Donkey Kong não tem problemas pra tirar Klump da miséria, mas a falta de tamanho toma conta de Diddy de novo, já que ele tem que acertar Klump duas vezes para tirá-lo. Se Diddy pular na cabeça de Klump, ele recuara e se preparar para a batalha. Diddy pode simplesmente fazer uma pirueta poderosa através dele."
  2. Donkey Kong 64 Manual de Instruções, Nintendo, 1999, pág. 4 - "INTRODUÇÃO: Mas esse par não era o único com problemas. Bem no fundo das entranhas sombrias de sua última criação, Rei K. Rool furioso se sentou em seu trono, olhando para os generais trêmulos de seu vasto exército Kremling."
  3. Donkey Kong 64 Manual de Instruções, Nintendo, 1999, pág. 5 - "INTRODUÇÃO: Klump cambaleou e colocou um braço consolador em torno de seu líder perturbado."
  4. K. Rool: "Eu espero que você esteja certo desta vez." - Donkey Kong 64
  5. Nintendo Power, vol. 65, Outubro de 1994, pág. 20 - "MAUS E FEIOS: A Ilha de Donkey Kong foi invadida pelos Kremlings. Seus ancestrais lagartos podem ter sido lentos e de sangue frio, mas os Kremlings se movem rápido. Reunimos algumas estratégias para ajudá-lo a superar a média equipe verde de K. Rool."
  6. M. Arakawa. Donkey Kong Country Guia de Estratégia, Nintendo, 1994, pág. 88 - "OIL DRUM ALLEY: Bem-vindo às terras desoladas. Esta área da ilha era exuberante e repleta de vegetação da ilha que foi despojada de toda a sua beleza natural. Em vez disso, a poluição turva o ar e há uma falta geral de vegetação. O Rei K. Rool e suas fábricas devem ser responsabilizados pela poluição do lugar. Os níveis de toxicidade são altos, então não gaste mais tempo do que o necessário nesta área viscosa, pois há muitos itens escondidos nas fábricas."
  7. Donkey Kong Country Manual de Instruções, Nintendo, 1994, pág. 23 - "MINAS: As vastas minas do País Donkey Kong foram despojadas de qualquer minério que possam ter contido. Todas as ferramentas dos mineradores permanecem, no entanto, de vagões para andaimes frágeis. Existem barris especiais que acendem e apagam as luzes, e arriscados elevadores de minas cheios de escória. Sem capacete, a exploração nas minas não é recomendada, mas Klump não vai desistir do seu!"
  8. Donkey Kong Country Manual de Instruções, Nintendo, 1994, pág. 4 - "INTRODUÇÃO: Os Kremlings estavam lá, isto era certo. Eles cobiçavam a pilha de estoque de bananas de Donkey Kong, a maior da ilha e provavelmente do mundo. Um tesouro em potássio e Vitamina A. O alimento perfeito. "Ahhh... bananas deliciosas..." A ideia do monte dourado de Donkey Kong quase fez Diddy esquecer sua situação desconfortável. Mas um barulho nas moitas e o som de vários galhos estalando trouxeram-no de volta de seu sonho."
  9. Donkey Kong Country 2: Diddy's Kong Quest Manual de Instruções, Nintendo, 1995, pág. 29 - "KANHÃO: Parece que Klump pode atirar!"

de:Klump en:Klump es:Klump