K. Rool

De Wiki Donkey Kong
Ir para navegaçãoIr para pesquisar
K. Rool

K. Rool.png

Sobre
Gênero

Masculino

Lado

Mal

Espécie

Kremling

Raça

Kritter

Terra Natal

Ilha dos Crocodilos

Parentesco

K. Lumsy (irmão caçula)

Aliados

Tripulação Kremling

Inimigos

Donkey Kong

Status

Vivo

Aparições
Dubladores

Chris Sutherland (1994-2005)[1]
Toshihide Tsuchiya (2007-presente)

“Muito bem, Donkey! Mas você precisará mais do que força bruta para me impedir desta vez!”
K. Rool, Donkey Kong 64

K. Rool (conhecido como Rei K. Rool) é o antagonista principal da franquia que atua como líder da Tripulação Kremling e o arqui-inimigo de Donkey Kong.

Um pirata formado totalmente obcecado pelo poder, K. Rool sempre comanda um grupo enorme de Kremlings para seus objetivos. Sua insana ambição é roubar a Reserva de Bananas, destruir as Ilhas DK e dominar tudo.[2][3][4]

Pelo seu nome, ele se demonstra como: ladrão, trapaceiro, ameaçador, negligente, bruto, intimidador, impaciente, louco, arrogante, mau perdedor e megalomaníaco. Até Klubba confessa que K. Rool maltrata seus capangas.

Ele é um descendente dos antigos moradores de Kremlântida, irmão mais velho de K. Lumsy, marido de uma Kritter femea que nunca é revelada e foi um dos estudantes de Wrinkly Kong em que a mesma sempre queria saber se ele fez as suas lições de casa.[5][6][7][8]

Aparência Física

K. Rool é um Kritter verde obeso, braços musculosos, barriga amarela, uma conjuntivite no olho esquerdo e usa uma armadura frontal dourada como proteção.[9]

Sua veste comum é uma capa vermelha, braceletes douradas e uma coroa vermelha; mas tem outras vestes. Como Kapitão K. Rool, ele usava um sobretudo vinho, bicórnio preto com o símbolo da Tripulação Kremling e um cinto com uma fivela de caveira prateada. Como Barão K. Roolenstein, ele usava um jaleco de cientista com canetas no bolso, uma peruca preta, luvas negras, parafusos no pescoço, espelho frontal, mochila helicóptero nas suas costas e suspensórios com uma fivela de caveira bronze. Como Rei Krusha K. Rool, ele usa um macacão azul, luvas de boxes vermelho, cinto com fivela dourada e sapatos rosas (um com o buraco).

História

Originalmente K. Rool já era um pirata em um galeão Kremling que foi naufragado no Krem Kais na época dos Kremlings Degoladores na Ilha dos Crocodilos.[2][10] No fim da pirataria, K. Rool teve a vantagem de formar a Tripulação Kremling onde também ganhou todo o controle da sua própria ilha natal e todo seu povo.[11]

No primeiro jogo, K. Rool ordena que Klump com a metade do exército da Tripulação Kremling roube a Reserva de Bananas de DK que foi sucedido. Mas ele não contava com DK & Diddy que recuperava as bananas e seus capangas derrotados. Quando os Kongs embarcam no Galeão Prancha, K. Rool tenta detê-los jogando sua coroa como um bumerangue, disparando balas de canhão e pulando até ser derrotado por ser pisoteado na cabeça várias vezes.

No segundo jogo de volta como pirata, K. Rool ordena que seus capangas sequestrem Donkey Kong para extorquir a Reserva de Bananas que foi negado por Diddy e Dixie. Confrontado pelos Kongs em seu reinado, K. Rool leva DK no Krocodilo Voador pra fugir. K. Rool tortura DK, luta contra o par usando seu bacamarte (atirando balas de canhão, barris e gases de nuvem) até ser derrotado por seu bacamarte ser entupidos por balas de canhão inúmeras vezes e lançado de sua aeronave pela surra de Donkey Kong. Enfraquecido no Núcleo do Krocodilo, K. Rool usa o resto de sua munição contra a dupla até ser é lançado na fonte de energia fazendo com que toda a ilha entre em colapso e sobrevive com uma balsa rindo.


Meses antes no terceiro jogo como cientista louco, K. Rool montou um laboratório em um castelo abandonado do Kremisfério Norte para se vingar da Família Kong e restaurar sua gloria começando na criação de KAOS. Seus planos entraram em ação usando a energia cerebral de DK & Diddy para seu robô, aprisionar a Rainha Pássaro Banana e seus filhos e organizou um grupo temporário chamado Kremlings Kanalhas nas sombras. Quando seu robô é sabotado por Dixie e Kiddy, K. Rool batalha usando os dispositivos de seu laboratório com um simples controle remoto até ser derrotado por ser atingido por barris na mochila helicóptero inúmeras vezes e eletrocutado a ponto de ser jogado no poço. Quando o Knautilus emergiu do lago de Krematoa, K. Rool lutou contra os dois primos novamente usando os dispositivos de seu submarino com controle remoto até ser derrotado por ser atingido por barris de aço na mochila helicóptero inúmeras vezes (perto e longe) e ele perde o controle do Knautilus. Mas sua derrota final foi quando a Rainha Pássaro Banana e seus filhos são libertados e tenta escapar com um Aerobarco até ser atingido por um ovo gigante.


Em Donkey Kong 64, K. Rool decide destruir a Ilha Kong. Primeiro ele ordena a seu irmão K. Lumsy que faça isso até ser recusado pelo mesmo, mas ele teve outra oportunidade com o Disparomático que foi projetado e construído por seu ex-chefe técnico Snide.[12][13] A incompetência dos motoristas fazem bater a ilha móvel na rocha, K. Rool ordena que Klump aprisione os quatro Kongs e rouba as Banana Dourada de Donkey Kong para ganhar tempo de consertar o computador principal. K. Rool observa o progresso dos Kongs, castiga as falhas de seus capangas, exige que ninguém deixe o Disparomático até que seja reparado e envia um Klaptrap vermelho gigante para perseguir Kasplat por este ter perdido quase todas as plantas. Terminado o reparo de sua arma e os Kongs invadem seu covil, K. Rool exige que seus capangas ative a arma até que seja desativada pelo quinteto. K. Rool tenta escapar em uma aeronave até ser derrubada ao solo e destruída por seu irmão K. Lumsy durante a perseguição. Na batalha final, K. Rool tenta derrotar o quinteto com ondas de choque, socos, lança suas luvas como bumerangue, perseguição e invisibilidade; Mas é derrotado por empurrões, entalado por holofotes, escorregada, cócegas nos dedos dos pés e surras. K. Rool tenta atacar Chunky, mas é distraído por Candy Kong pro Funky Kong acerta-lo, cai na prisão de seu irmão onde é espancado por ele e lançado de sua ilha.


Em DK: King of Swing, K. Rool interrompe o torneio Jungle Jam roubando todas as Medalhas DK e vai para os cantos da Ilha Kong para até o Rei Kruzador III. Confrontado por Donkey Kong, K. Rool prepara dois desafios como corrida e batalha até ser vencido e as medalhas recuperadas por DK. Como personagem jogável no Jungle Jam, seu Salto é de 1/5 e o Ataque é de 5/5.


Em DK: Jungle Climber, K. Rool e seus 4 Kritters voluntários assaltam a nave espacial de Xananab roubando cinco Banana de Cristal, mas são descobertos pela Família Kong e ele com seus capangas escapam rapidamente usando um dispositivo dimensional de portal conhecido como Urdidura Espiral (também roubado da nave).[14][15] K. Rool é encontrado muitas vezes em várias ilhas (algumas são de sua propriedade como Ilha Fantasma e Ilha Gelada & Carbonizada) & dimensões onde manda cada 4 Kritters usarem o poder da Banana de Cristal para lutarem contra o Donkey Kong. Perseguido até um beco sem saída, K. Rool luta com Donkey Kong atacando sobre ele, investindo contra ele e jogando minas até ser derrotado. Sem dar por vencido, K. Rool usa a última Banana de Cristal onde tenta pega-lo, assoprando fogo, cuspindo minas, convocando meteoros de vários tamanhos, rajadas de vento e tentando esmagar os Kongs com suas garras até ser derrotado completamente. K. Rool é visto pela última vez arrastado pelo espaço por uma corda presa à parte de trás de uma nave Xananab.

Em Donkey Kong Land, K. Rool e seus capangas são contratados por Cranky para roubar a Reserva de Bananas, sua base é na Cidade do Grande Antropoide e seus ataques são os mesmos (exceto a pancada corporal).[16] Em Donkey Kong Land 2, a historia é a mesma do segundo jogo. Em Donkey Kong Land III, K. Rool também participa do concurso de encontrar o Mundo Perdido, sua base foi o Vale Lata de Estanho, seus ataques são novos (raios e bombas) e a sua derrota foi entregar os prêmios aos Kongs.[17]


No Donkey Konga, K. Rool aparece como alvo certo em Bash K. Rool e dançarino em Jam Session.


No Donkey Kong Barrel Blast, K. Rool é o décimo sexto personagem jogável da seleção em que seu Impulso, Velocidade e Agilidade são de 4/5. Sua contrapartida é o Cranky Kong. Se o jogador completar 31 desafios de Candy, ele vai ser desbloqueado.

Na série animada de Donkey Kong Country, K. Rool é o antagonista principal junto com seu exercito de Kremlings. Sua ambição é roubar o Coco de Cristal para ser o líder supremo da Ilha de Kongo Bongo. Mas tem dois problemas: O coco é protegida por Donkey Kong e uma concorrência imensa com Kapitão Skurvy que tambem deseja obter o Coco de Cristal.

Galeria

Variados

Detalhes

  • O nome é trocadilho de Cruel.
  • Antes do desenvolvimento, o personagem era chamado de Krudd.
  • De acordo com o episódio A Liquidação de Bluster, K. Rool afirma que faz com estilo, drama e classe quando está na televisão.
  • De acordo com o Steve Mayles, a barriga dourada é na verdade é uma armadura frontal.
  • A terceira nomenclatura como cientista é referencia ao Barão Frankenstein.

Referencias

  1. David Wise no Twitter (recuperado no dia 10 de janeiro de 2019)
  2. 2,0 2,1 M. Arakawa. Donkey Kong Country 2: Diddy's Kong Quest Guia de Estratégia, Nintendo, 1995, pág. 20 - "KREM KAIS: K. Rool prova que é pirata e não marinheiro com outro navio naufragado. Tenha cuidado ou você vai afundar em seu pântano junto com ele!"
  3. K. Rool: "QUÊ!? Como se atreve! KAOS foi minha passagem para a dominação do mundo... E eu teria me dado bem se não fosse essas crianças enxeridas!" - Donkey Kong Country 3: Dixie Kong's Double Trouble
  4. K. Rool: "E então, o mundo --- não, todo o universo será meu!" - DK: Jungle Climber
  5. K. Rool: "NÃÃO! O que é que vocês fizeram? Minha esposa vai me matar!" - Donkey Kong Country 3: Dixie Kong's Double Trouble!
  6. Nintendo.co.jp Sobre o K. Lumsy (Recuperado em 22 de Abril de 2012)
  7. Wrinkly Kong: "Quando vocês verem o Kapitão K. Rool, vocês podem perguntar se ele fez sua lição de casa?" - Donkey Kong Country 2: Diddy's Kong Quest
  8. Donkey Kong Land Nintendo Magazine System, 1995, pag. 13 - KREMLÂNTIDA: Rocha escavada e sólida como rocha é a Kremlântida, a antiga casa dos predecessores magistrais de K. Rool. Um pouco pior para a água do que o bom navio Prancha, procurando enquanto todo o reino está submerso! A maioria das proteções de Kremlântida sobreviveram por estarem presas em bolsas de ar, embora ventos mutantes circulem livremente por aí, então cuidado! Claro que é inevitável que algumas áreas sejam inundadas por água gelada também, e é aqui que DK e Diddy encontram o pior de seus medos ...
  9. Steve Mayles no Twitter (recuperado no dia 6 de julho de 2015)
  10. Greg Mayles no Twitter (recuperado no dia 25 de maio de 2018)
  11. Nintendo Power, Setembro, 1995, vol. 76, pag. 26 - "CAPTURADO: A ilha natal de K. Rool abriga criaturas que mordem, picam, esmagam e arranham - ratos nos navios náufragos, abelhas nas colmeias, porcos-espinhos na floresta e baiacu no mar."
  12. K. Lumsy: "Meu nome é K. Lumsy, e eu fui trancado aqui porque eu não seria de esmagar qualquer ilha." - Donkey Kong 64
  13. Snide: "Eu era o diretor técnico do projeto, mas aquele lagarto traidor me expulsou de sua equipe porque ele não confiava em mim." - Donkey Kong 64
  14. Xananab: Rei K. Rool desapareceu para outro mundo deste mesmo lugar, fanana. - DK: Jungle Climber
  15. Xananab: Mas sem esse dispositivo, não posso abrir um buraco de minhoca para entrarmos, fanana. - DK: Jungle Climber
  16. Donkey Kong Land Manual de Instruções, Nintendo, 1995, pág. 15 - INTRODUÇÃO: Vou chamar ao velho K. Rool e providenciar tudo. Você vai acordar amanhã sem suas bananas. (Cranky Kong)
  17. Donkey Kong Land III Manual de Instruções, Nintendo, 1997, p. 2 - INTRODUÇÃO: Isso ocorreu após o anúncio de um concurso para encontrar o lendário Mundo Perdido que dominou as lendas da área por séculos. Os aspirantes a exploradores vieram de todo o mundo para aproveitar esta chance tão esperada de fama e fortuna.

de:King K. Rool en:King K. Rool es:King K. Rool